#LeiaMulheresPOA


Inspiradas no projeto da escritora Joanna Walsh (#readwomen2014 - #leiamulheres2014) o #LeiaMulheresPOA é um clube de leitura focado em obras escritas por mulheres. O seu objetivo é fomentar a presença da mulher na literatura através da leitura e discussão de obras de autoria feminina. 

Para 2014 a escritora Joanna Walsh propôs o projeto que consistia basicamente em ler mais escritoras. O mercado editorial ainda é muito restrito e as mulheres não possuem tanta visibilidade, por isso a importância desse projeto.

Em 2015, Juliana Gomes convidou as amigas Juliana Leuenroth e Michelle Henrique para transformarem a ideia de Joanna Walsh em algo presencial em livrarias e espaços culturais. Um convite a leitura de obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas. 

Eu conhecia esse projeto há algum tempo por uma ex amiga, mas na época eu não era tão engajada e tinha muita leitura atrasada. Hoje eu me vejo mais madura e mais ativa na causa feminista para de fato conseguir fomentar o movimento.

Hoje escrevi este post de forma a informar quem tiver interesse de participar e conhecer mais sobre alguns cursos e eventos gratuitos sobre ler mulheres. Tem um curso na UFRGS que vou participar que aborda essa temática, vale como hora complementar, recebe certificado e tudo o mais e faz parte do movimento.
Link do site: https://leiamulheres.com.br/

Mulheres Escritoras: Leituras Filosóficas | 30 de Agosto


Programação:

30 de agosto: UM TETO TODO SEU – Virgínia Woolf
Introdução ao curso e debate com as organizadoras.

13 de setembro: A FILHA PERDIDA – Elena Ferrante
Debatedora: Marloren Miranda (Doutorado em Filosofia UFRGS)

11 de outubro: A REDOMA DE VIDRO – Sylvia Plath
Debatedora: Thaiani R. Wagner (Doutorado em Filosofia UFRGS)
Convidadas Especiais: Samanta Antoniazzi (Psicanalista, membro do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre – CEPdePA e mestre em Psicanálise: Clínica e Cultura / UFRGS); Camila Terra (Psicanalista, membro do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre – CEPdePA e mestranda em Psicanálise: Clínica e Cultura / UFRGS)

22 de novembro: QUARTO DE DESPEJO – Carolina Maria de Jesus
Debatedora: Laiza Rodrigues (Doutorado em Filosofia UFRGS)
Convidada Especial: Lissandra Soares (Psicóloga, especialista em saúde coletiva, mestranda em Psicologia Social e Institucional / UFRGS).



Quando: Sábado, 26 de agosto às 16:00
Onde: Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães

Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale¹, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano.

¹ Procurem a série, vou deixar o trailer pra vocês!


Pretendo fazer dar tempo de ler Um teto todo seu, O conto de Aia e A filha perdida até dia 13 de setembro. E se não der, vamos do mesmo jeito! Estou muito empolgada e espero empolgar vocês também! Vamos lá, procure sua cidade no site do Leia Mulheres e vá aos encontros!!

E esse post faz parte...

6 comentários:

  1. Adoro o 'redoma de vidro'. Já li algumas vezes. Sim, quando gosto leio de novo e de novo. rs
    E já anotei o nome do 'quarto de despejo'. Me interessou imenso.
    Eu adoro ler mulheres desde a infância. Emily Dickinson e Jane Austen chegaram cedo em mim e me fizeram muito bem.

    tomara que consiga ler os livros.
    bacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li umas 500x a saga crepúsculo e A menina que roubava livros, fora A culpa é das estrelas e Quem é você Alasca! Espero conseguir ler!

      Excluir
  2. Que bacana Muryel
    Eu sou mediadora de um dos clubes de leitura, da Companhia das Letras e acompanho as meninas, Michelle e as Julianas! Hoje estive com elas no encontro da Editora Pensamento
    Muito bom seu post. Vou acompanhar suas leituras. Sou doida para fazer este curso, pena que só tenha aí no Sul...
    Bjks mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAHHH QUE DEMAIS!! Amei você mais um pouquinho agora <3 Quando eu crescer quero ser como você *-*

      Excluir
  3. Eu tava procurando sobre quando ia acontecer o encontro de novo, perdi o do mês passado e não sabia quando ia acontecer de novo, gosto muito da biblioteca Josué Guimarães, achei seu post ótimo demais, vou tentar ler "O conto da Aya" a tempo de poder ir no encontro. Tu sabe como funciona? Pelo visto, você vai ir no próximo tbm né?

    Beijos,
    pinguimtagarela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei muito bem, mas fala com a adm do grupo do face. Vou sim, ou tentar!

      Excluir

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.